segunda-feira, 25 de abril de 2011

Diálogos: Entre a Arte contemporânea e Corpo Ciborgue

Stelarc é o pseudônimo de Stelios Arcadios (1946), um renomado artista australiano. Suas obras concentram-se no futurismo e na possibilidade de extensão das capacidades do corpo humano (body-art). “Stelarc defende a idéia de que o corpo humano está obsoleto em relação às novas tecnologias e propõe a criação de aparelhos tecnológicos para suprir essa obsolescência". (LEÃO, Heloisa Helena. 2004)


Aprofundando:


Orlan é o pseudônimo de Mireille Suzane Francotte Porte (1947), uma artista francesa.  Orlan é uma artista performática que usa seu próprio corpo e os procedimentos de cirurgia plástica para fazer “arte carnal”. Orlan se diferencia de outros artistas por trabalhar de maneira tão radical com o seu corpo, questionando o status do corpo na sociedade. 


Não estou nem aí com as imagens que produzi de mim mesma, porque não fui eu que escolhi o ponto de partida. Não escolhi meu nome, nem a cor da minha pele. Nós somos cidadãos do mundo, receptores de estímulos que vêm dos lugares mais diferentes, da televisão, da internet. Não quero fazer cirurgia todos os dias, prefiro beber champanhe com os meus amigos. Mas seria divertido se pudesse mudar o meu rosto diariamente.”  Orlan


Aprofundando:


Marcel-lí Antúnez Roca , artista plástico catalão é um dos fundadores do famoso grupo performático La Fura Dels Baus. Um dos artistas mais conhecidos da Espanha no uso das tecnologias digitais no campo da performance mecatrônica e instalação.  Desde 1992 segue carreira solo, seu interesse está na fusão da encenação de desempenho com a interatividade.

Aprofundando:


4 comentários:

Maeve Rêgo disse...

^^

Isa Sara Rêgo disse...

Mamá que tenso seu comentário. rsrsrs

Antonio Carlos N. da Cruz disse...

Isa, Muito bom mesmo seu blog.

Conteúdo de qualidade e um template show de bola. Voce sabe que sou blogólatra kkk (pena que meu tempo é resumido).

Vou sempre passar por aqui e divulgar o excelente trabalho que sem dúvidas farás aqui.

Fica na paz!

Deivson disse...

Profundo! Sempre profundo. Obrigada pelas doces palavras. Passe sempre, sempre. Abraços fraternos. Isa